Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Blindado brasileiro Urutu é reanimado e modernizado no Iraque

No Iraque começaram a reintroduzir em serviço os blindados EE-11 Urutu, de acordo com o portal Russkoe Oruzhie. Os veículos de fabricação brasileira surgiram no país pela primeira vez ainda na época do governo de Saddam Hussein.


Sputnik

O país teria comprado mais de 150 blindados brasileiros, envolvendo-os ativamente na guerra contra o seu vizinho Irã, aponta a edição.


Reprodução Twitter

Quando os norte-americanos derrotaram o exército de Hussein, eles começaram a fornecer seus armamentos ao novo governo iraquiano. Por pressão dos norte-americanos, a maior parte do material bélico adquirido anteriormente foi retirado do serviço e concentrado em plataformas de armazenagem gigantes para acumular poeira.

No decorrer dos violentos combates contra os terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia e em vários outros países), o exército iraquiano sofreu grandes perdas. Como resultado, hoje em dia os militares se vêm obrigados a recolocar em serviço exemplares do equipamento bélico produzido no Brasil, Rússia, China e Reino Unido.


Reprodução Twitter

Primeiro, ao serviço regressaram os ЕЕ-9 Cascavel de três eixos, armados com um canhão de 90 mm e de duas metralhadoras de 7,62 e 12,7 mm. Hoje em dia, estes blindados são cada vez mais avistados em diversos destacamentos iraquianos.

Agora chegou a vez do EE-11 Urutu, que recebeu seu nome de uma das cobras mais venenosas do Brasil. Este blindado tem tração 6x6 e pesa 14 toneladas, sendo capaz de transportar até 12 soldados de infantaria.


Reprodução Twitter

A potência do motor do blindado é de 260 cv. O EE-11 Urutu pode atingir a velocidade de até 100 km/hora, tendo 850 km de autonomia. Os iraquianos instalaram na torre com os armamentos um aparelho de pontaria mais preciso. O veículo ganhou também novos pneus. No momento, o blindado está passando pelo período de amaciamento.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas