Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Caça furtivo chinês J-20 agora é capaz de reabastecimento em voo

O caça stealth mais avançado da China, o J-20, agora está pronto para operações de reabastecimento aéreo que ajudarão o jato a atingir alvos mais distantes, com a televisão chinesa exibindo a sonda de reabastecimento embarcada da aeronave na terça-feira.


Poder Aéreo

O J-20 está equipado com uma sonda de recepção de combustível no lado direito do cockpit, informou na terça-feira a China Central Television (CCTV).


Chengdu J-20 | Reprodução

Embarcada sob a fuselagem, a sonda só aparece quando o jato de combate conduz uma missão de reabastecimento aéreo. Quando o reabastecimento é concluído, a sonda é recolhida na fuselagem, de acordo com um vídeo divulgado pela CCTV na reportagem.

Um especialista militar, que pediu para não ser identificado, disse ao Global Times na quarta-feira que esconder a sonda sob a fuselagem é um projeto perfeito para manter a capacidade stealth da aeronave.

“Uma sonda fixa instalada fora da fuselagem, como a do caça J-10, aumentará significativamente a seção transversal de radar da aeronave, facilitando a localização pelo radar inimigo”, disse o especialista.

No domingo, o J-20 exibiu seus mísseis pela primeira vez no Airshow China 2018 em Zhuhai, província de Guangdong, sul da China. Os mísseis foram mantidos nos compartimentos internos da aeronave e só foram mostrados quando as portas foram abertas.


Caça furtivo chinês J-20
Caça J-20 mostrando seus mísseis

Este é um elemento de design semelhante para esconder o J-20 do radar inimigo, observou o especialista.

A reportagem da CCTV citou um oficial da Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLAAF, na sigla em inglês) dizendo que ser capaz de reabastecer no ar permite que o J-20 opere em um alcance mais amplo.

Reabastecer o combustível no ar permitirá que o J-20 voe muito mais longe e atinja alvos que de outra forma não conseguiria, disse o especialista, observando que o J-20 é uma arma de ataque, e a autonomia é um fator muito importante para cumprir seu papel.

Os aviões-tanque de reabastecimento aéreo da PLAAF, como o HU-6, podem fornecer combustível extra de aviação para aviões militares no ar.

Apesar do J-20 exibir sua sonda de reabastecimento, mísseis, nova camuflagem, nova formação e capacidade de manobra no Airshow China 2018 na semana passada, seu projetista chefe, Yang Wei, disse que o mundo não viu o melhor dos caças de quinta geração ainda.

“Primeiro, o J-20 tem excelente capacidade stealth; segundo, tem excelente capacidade de ataque de longo alcance; terceiro, tem capacidade excepcional de guerra de informações”, disse Yang à CCTV.

“No entanto, essas vantagens-chave não puderam ser mostradas no show aéreo”, disse ele.

Especialistas militares chineses acreditam que o J-20 agora pode rivalizar com os principais caças dos EUA, o F-22 e o F-35, depois de testemunhar seu desempenho no show aéreo, que também é considerado uma demonstração de confiança da PLAAF em relação ao exterior.

FONTE: Global Times

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas