Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Coalizão liderada pelos EUA usou bombas de fragmentação em Deir ez-Zor, diz mídia síria

As forças de coalizão internacional liderada pelos EUA realizaram pelo menos dois ataques de grande escala na cidade de al-Sha'afa, na província de Der ez-Zor nesta semana. A mídia síria relatou que durante o primeiro ataque mais de 60 civis foram mortos ou feridos.


Sputnik

A coalizão liderada pelos EUA recorreu ao uso de bombas de fragmentação em ataques aéreos nas cidades de al-Sha'afa e Hajin, informou a agência de notícias SANA, citando fontes locais de mídia e civis.


Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo)
Ataque da coalizão dos EUA à Síria © AP Photo / Maya Alleruzzo

Segundo a agência, no início desta semana mais de 60 civis foram mortos ou feridos por um ataque aéreo da coalizão liderada pelos EUA em al-Sha'afa, na província de Der ez-Zor. Alem disso, foi realizado um ataque na cidade de Hajin, que supostamente matou mais de 15 civis, principalmente mulheres e crianças.

A mídia síria acusou os Estados Unidos de realizar ataques ilegais na província de Der ez-Zor nas últimas semanas. Na semana passada, a agência SANA informou sobre o uso de munições de fósforo branco durante os ataques à Hajin. Um porta-voz da coalizão disse que os relatos de mortes de civis estavam "sendo investigados", e que a coalizão estava adotando "medidas extraordinárias para evitar mortes de civis" durante seus ataques contra alvos do Daesh na área.

O uso de bombas de fragmentação em áreas povoadas por civis é proibido por diversas convenções, incluindo a Convenção sobre Munições de Fragmentação, um tratado do qual os EUA e a Síria, no entanto, não são parte.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas