Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Congresso e Pentágono seguem tentando impedir que a Turquia adquira os S-400 russos

Segundo o porta-voz do Pentágono, Eric Pahon, estão sendo discutidas com o Congresso novas possibilidades de fazer com que a Turquia mude de ideia sobre os sistemas S-400 russos.


Sputnik

O porta-voz informou que o Pentágono enviou recentemente um relatório ao Congresso sobre as relações com a Turquia, além disso, afirma que os EUA teriam mencionado aos turcos "as graves consequências" que a compra dos sistemas russos poderia ocasionar para a relação entre os dois países.


Os sistemas de mísseis S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Anton Denisov

"Atualmente, estão sendo realizadas conversas diplomáticas com Ancara para buscar possíveis alternativas que substituam os S-400, continuamos trabalhando com a Turquia, continuamos trabalhando com o Congresso para encontrar alternativas", declarou Pahon.

Os sistemas russos vêm sendo um grande problema para os americanos, já que estão conquistando o mercado de armamentos, pois segundo o canal de televisão CNBC, fontes da inteligência americana informaram que pelo menos 13 países estariam interessados em adquirir os sistemas russos S-400, apesar das sanções americanas.

Com isso, os EUA estão tentando de todas as formas impedir que outros países adquiram os S-400, pois além de isso afetar a economia americana, também oferece a oportunidade de outros países se capacitarem contra os americanos.

Vale ressaltar que a Rússia e a Turquia firmaram um acordo para a compra dos S-400, além de manterem cooperação tecnológica no desenvolvimento dos sistemas na Turquia.

O fato é que os sistemas russos possuem um custo significativamente mais baixo que seus análogos americanos, além disso, não possuem contratos de manutenção obrigatórios como é o caso dos sistemas americanos e, por fim, o sistema russo é capaz de neutralizar rapidamente uma ampla gama de alvos, o que o torna um sistema eficaz.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas