Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Congresso e Pentágono seguem tentando impedir que a Turquia adquira os S-400 russos

Segundo o porta-voz do Pentágono, Eric Pahon, estão sendo discutidas com o Congresso novas possibilidades de fazer com que a Turquia mude de ideia sobre os sistemas S-400 russos.


Sputnik

O porta-voz informou que o Pentágono enviou recentemente um relatório ao Congresso sobre as relações com a Turquia, além disso, afirma que os EUA teriam mencionado aos turcos "as graves consequências" que a compra dos sistemas russos poderia ocasionar para a relação entre os dois países.


Os sistemas de mísseis S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Anton Denisov

"Atualmente, estão sendo realizadas conversas diplomáticas com Ancara para buscar possíveis alternativas que substituam os S-400, continuamos trabalhando com a Turquia, continuamos trabalhando com o Congresso para encontrar alternativas", declarou Pahon.

Os sistemas russos vêm sendo um grande problema para os americanos, já que estão conquistando o mercado de armamentos, pois segundo o canal de televisão CNBC, fontes da inteligência americana informaram que pelo menos 13 países estariam interessados em adquirir os sistemas russos S-400, apesar das sanções americanas.

Com isso, os EUA estão tentando de todas as formas impedir que outros países adquiram os S-400, pois além de isso afetar a economia americana, também oferece a oportunidade de outros países se capacitarem contra os americanos.

Vale ressaltar que a Rússia e a Turquia firmaram um acordo para a compra dos S-400, além de manterem cooperação tecnológica no desenvolvimento dos sistemas na Turquia.

O fato é que os sistemas russos possuem um custo significativamente mais baixo que seus análogos americanos, além disso, não possuem contratos de manutenção obrigatórios como é o caso dos sistemas americanos e, por fim, o sistema russo é capaz de neutralizar rapidamente uma ampla gama de alvos, o que o torna um sistema eficaz.

Comentários

Postagens mais visitadas