Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Consequências devastadoras do bombardeio israelense contra Faixa de Gaza

Devido às elevadas tensões, Israel decidiu bombardear Faixa de Gaza, após Gaza lançar mais de 300 foguetes contra Israel.


Sputnik

As tensões entre Israel e Palestina não são de hoje, e ficou ainda pior depois que os palestinos protestaram na fronteira de Gaza. Durante os protestos foram lançados balões e pipas incendiários, com a intenção de provocar incêndios em Israel.


Prédios em ruínas após ataques com mísseis lançados por Israel na Faixa de Gaza
Prédios em ruínas após ataques com mísseis lançados por Israel na Faixa de Gaza. Israel e Faixa de Gaza lançaram mísseis um no outro após tiroteio durante operação militar de Tel Aviv no território do enclave, onde um oficial israelense e seis palestinos foram mortos. © SPUTNIK / AHMED ABED

Durante a noite de 12 para 13 de novembro, foram lançados mais de 300 foguetes de Gaza contra Israel, que, em resposta, realizou um ataque aéreo contra o "quartel-general da inteligência militar do Hamas".

Os alvos do ataque aéreo israelense incluíam bases militares, armazéns de armas, túneis subterrâneos e três edifícios governamentais utilizados pelo movimento Hamas para fins militares.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas