Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Coreia do Norte detona 10 postos de observação na zona desmilitarizada

Pyongyang eliminou dez postos de observação na zona desmilitarizada entre os Estados coreanos, informou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.


Sputnik

Representantes militares da Coreia do Norte e do Sul no âmbito da cúpula intercoreana em Pyongyang, em 19 de setembro, anunciaram um acordo para liquidar, até o final de novembro, 11 postos de observação localizados na zona desmilitarizada de cada lado da fronteira.


Explosão na zona desmilitarizada (imagem referencial)
Reuters

Posteriormente, o Ministério da Defesa sul-coreano afirmou que "um acordo foi alcançado" para manter um posto de segurança em cada Coreia. Os 20 postos restantes (10 de cada lado da fronteira) devem ser eliminados de acordo com o contrato original até o fim do mês.

"O lado norte-coreano, como negociado hoje, em 20 de novembro […] liquidou dez postos de observação por meio de uma explosão", diz a declaração das autoridades sul-coreanas no Facebook.

O ministério sul-coreano notou que havia recebido um aviso prévio sobre os planos do lado norte-coreano e supervisionou o processo. O departamento também publicou fotos das explosões.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas