Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Curdos resistem a ataque do Daesh na Síria e matam mais de 30 terroristas

Membros do movimento das Forças Democráticas Sírias (FDS) repeliram uma série de contra-ataques realizados pela organização terrorista Daesh (autodenominada Estado Islâmico) na província de Deir ez-Zor, leste da Síria, informou a imprensa local.


Sputnik

A agência de notícias curda ANF reportou neste domingo que os terroristas aproveitaram as fortes chuvas na região e atacaram as posições das FDS ao norte e ao noroeste da cidade de Hajin, em Deir ez-Zor. Os terroristas estavam usando armas pesadas.


Fighters from the SDF. (File)
Militantes curdos © AP Photo / Syrian Democratic Forces

As tropas conseguiram matar pelo menos 31 membros do Daesh, deixando dezenas de outros feridos. Dois veículos dos terroristas também foram destruídos, um deles carregado de explosivos.

As FDS são o conjunto de milícias formadas principalmente por curdos que controlam o nordeste da Síria e são apoiadas pelos EUA. Defendem a criação de um estado curdo de orientação secular e democrático. Damasco considera as ações do grupo como ilegais e a Turquia acusa as FDS de ser uma extensão dos separatistas curdos turcos, a quem classifica como "terroristas".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas