Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin afirma que criação de exército kosovar viola resolução da ONU

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, denunciou nesta quinta-feira que a criação de um exército por parte das autoridades do Kosovo representa uma violação da resolução 1244 da ONU e provocará a desestabilização da região dos Balcãs.
EFE

Belgrado - "É uma aberta violação da resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU", disse Putin em entrevista coletiva em Belgrado junto com o seu homólogo sérvio, Aleksandar Vucic.


Putin lembrou que tal resolução só autoriza o envio de forças das Nações Unidas e acusou as autoridades kosovares de dar passos "provocadores" que aguçaram as tensões na região.

"A Rússia compartilha plenamente a preocupação das autoridades sérvias. Tais ações irresponsáveis dos dirigentes do Kosovo podem levar à desestabilização nos Balcãs", advertiu.

O presidente russo considerou que os trabalhos de mediação da União Europeia (UE) quase não deram frutos, já que foi acordado criar municípios sérvios no Kosovo, mas "não se criou nada"…

Curdos resistem a ataque do Daesh na Síria e matam mais de 30 terroristas

Membros do movimento das Forças Democráticas Sírias (FDS) repeliram uma série de contra-ataques realizados pela organização terrorista Daesh (autodenominada Estado Islâmico) na província de Deir ez-Zor, leste da Síria, informou a imprensa local.


Sputnik

A agência de notícias curda ANF reportou neste domingo que os terroristas aproveitaram as fortes chuvas na região e atacaram as posições das FDS ao norte e ao noroeste da cidade de Hajin, em Deir ez-Zor. Os terroristas estavam usando armas pesadas.


Fighters from the SDF. (File)
Militantes curdos © AP Photo / Syrian Democratic Forces

As tropas conseguiram matar pelo menos 31 membros do Daesh, deixando dezenas de outros feridos. Dois veículos dos terroristas também foram destruídos, um deles carregado de explosivos.

As FDS são o conjunto de milícias formadas principalmente por curdos que controlam o nordeste da Síria e são apoiadas pelos EUA. Defendem a criação de um estado curdo de orientação secular e democrático. Damasco considera as ações do grupo como ilegais e a Turquia acusa as FDS de ser uma extensão dos separatistas curdos turcos, a quem classifica como "terroristas".

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas