Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Defesa russa: militares da Crimeia treinam utilização dos sistemas de mísseis S-400

Os militares das unidades de defesa antiaérea na Crimeia completaram a instrução para operar os sistemas de mísseis S-400. As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Distrito Militar Sul.


Sputnik

As unidades dos sistemas de defesa antiaérea implantados na Crimeia levaram a cabo com êxito treinamentos a fim de aperfeiçoar o uso dos sistemas de mísseis Tor-M2, Tunguska M1 e S-400, que entraram em serviço em 2018, diz-se no comunicado.


Sistemas de defesa antimíssil S-400 russos na Crimeia
S-400 Triumph na Crimeia © Sputnik / Sergei Malgavko

Em dois meses, os especialistas militares "assimilaram completamente os princípios de exploração e uso destes sistemas", relata o comunicado.

Nos polígonos da Crimeia, os militares treinaram o deslocamento dos complexos, sua colocação em prontidão de combate, verificaram os lançadores de mísseis, efetuaram o rastreamento e detecção de alvos aéreos, reconhecimento de alvos e sua classificação conforme o nível de perigo.

"Depois de concluírem os exercícios de tiro, as unidades de defesa antiaérea irão se deslocar com o novo material bélico, em regime combinado, para as suas bases", destacou.

O sistema de mísseis antiaéreos S-400 (AS-21 Growler, conforme a classificação da OTAN) é capaz de abater aparelhos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos estratégicos e tático-operacionais.

O S-400 possui um alcance de até 400 km, variando conforme os mísseis utilizados. Por suas características, o sistema pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas