Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Defesa russa: militares da Crimeia treinam utilização dos sistemas de mísseis S-400

Os militares das unidades de defesa antiaérea na Crimeia completaram a instrução para operar os sistemas de mísseis S-400. As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Distrito Militar Sul.


Sputnik

As unidades dos sistemas de defesa antiaérea implantados na Crimeia levaram a cabo com êxito treinamentos a fim de aperfeiçoar o uso dos sistemas de mísseis Tor-M2, Tunguska M1 e S-400, que entraram em serviço em 2018, diz-se no comunicado.


Sistemas de defesa antimíssil S-400 russos na Crimeia
S-400 Triumph na Crimeia © Sputnik / Sergei Malgavko

Em dois meses, os especialistas militares "assimilaram completamente os princípios de exploração e uso destes sistemas", relata o comunicado.

Nos polígonos da Crimeia, os militares treinaram o deslocamento dos complexos, sua colocação em prontidão de combate, verificaram os lançadores de mísseis, efetuaram o rastreamento e detecção de alvos aéreos, reconhecimento de alvos e sua classificação conforme o nível de perigo.

"Depois de concluírem os exercícios de tiro, as unidades de defesa antiaérea irão se deslocar com o novo material bélico, em regime combinado, para as suas bases", destacou.

O sistema de mísseis antiaéreos S-400 (AS-21 Growler, conforme a classificação da OTAN) é capaz de abater aparelhos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos estratégicos e tático-operacionais.

O S-400 possui um alcance de até 400 km, variando conforme os mísseis utilizados. Por suas características, o sistema pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas