Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

EI reivindica atentado em mesquita em base militar no Afeganistão

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu neste sábado a autoria do atentado cometido ontem em uma mesquita no interior de uma base do Exército do Afeganistão na província de Khost, no leste do país.


EFE

Cairo - A agência "Amaq", vinculada ao EI, indicou em comunicado divulgado através do Telegram, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, que o ataque suicida causou a morte de pelo menos 50 soldados do exército afegão e outros 110 ficaram feridos.


Soldado afegão em foto de 11 de novembro. EFE/ Jawad Jalali
Soldado afegão em foto de 11 de novembro. EFE/ Jawad Jalali

Por sua vez, o porta-voz do governador de Khost, Talib Mangal, afirmou ontem que nove militares afegãos morreram e 23 ficaram feridos na explosão.

O Afeganistão atravessa um de seus períodos mais sangrentos desde o fim da missão de combate da Otan em janeiro de 2015.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas