Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Especialista explica o que torna Su-35 russo um dos melhores caças da atualidade

O caça russo conquistou sua fama por ser uma aeronave de superioridade inigualável, o que o torna uma das melhores aeronaves em operação da atualidade.


Sputnik

Segundo o especialista da revista The National Interest, Sebastien Roblin, o que mais chama a atenção no Su-35 é sua supermanobrabilidade, atingida graças aos motores turboreativos AL-41F1S, que permitem, assim, ataques de ângulos muito altos, além da execução de manobras mais difíceis, evitando os mísseis inimigos.


Caças multifuncional russo Su-35 da geração 4++
Sukhoi Su-35 | CC BY 2.0 / Dmitry Terekhov

Outros detalhes que o tornam superior correspondem à utilização de mísseis de radares autoguiados e ao arsenal de mísseis destinados a lutar contra sistemas de radares de longo alcance. Vale destacar que podem ser reabastecidos no ar em condições de guerra radioeletrônica.

A supermanobrabilidade do Su-35 se deve ao fato de a aeronave ser construída na sólida plataforma do Su-27, o que faz com que a aeronave vença um conflito contra um caça de quinta geração, como o F-22 americano Raptor. Além disso, o caça russo pode alcançar uma velocidade máxima de Mach 2,25 em altitude elevada, igualando ao caça americano F-22 e sendo mais veloz do que os caças F-35 e F-16.

O especialista também cita outro diferencial do caça russo: os armamentos que integram a aeronave. Por exemplo, os mísseis K-77M com alcance superior a 190 km, os R-74 guiados por infravermelho, onde o piloto pode utilizar um sistema de pontaria ótica no capacete, além dos R-27 e R-37 destinados a lutar contra sistemas de radares de longo alcance e guerra radioeletrônica.

E claro, sem contar o radar Irbis-E de matriz faseada passiva com escaneamento eletrônico, assim como o sistema ótico de localização OLS-35.

Todas essas qualidades fazem do caça russo uma aeronave superior, podendo ser considerado um dos melhores caças da atualidade. Lembrando que em combate, o resultado dependerá de outros fatores, como perfil da missão, treinamento do piloto e números de aeronaves combatentes.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas