Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Exército indiano receberá 1º lote de obuseiros K-9

O Exército da Índia planeja substituir todas as peças de artilharia de campanha por uma variedade de peças de calibre 155 mm/52 com um custo estimado em mais de 6 bilhões de dólares (R$ 22,2 bilhões) até 2025 para equipar os regimentos de artilharia que mal puderam ver novos tipos de obuseiros desde o escândalo de Bofors três décadas atrás.


Sputnik

De acordo com a Sputnik Internacional, a ministra da Defesa da Índia, Nirmala Sitharaman, entregará o primeiro lote de sistemas de artilharia autopropulsada K9 Vajra-T para o Exército indiano em 9 de novembro. O general do Exército indiano Bipin Rawat, que foi a locomotiva do programa de modernização, acompanhará a ministra na cerimônia de entrega.


Sistemas de artilharia autopropulsada K9
K-9 Vajra-T © AP Photo / Ahn Young-joon

Em abril do ano passado, a gigante da esfera privada indiana L&T entrou formalmente em uma cooperação, avaliada em 710 milhões, com a empresa sul-coreana Hanwha Techwin para o segundo grande negócio de armas de artilharia da Índia depois da cooperação entre a BAE Systems e a Mahindra para a construção de obuseiros leves M777.

O K-9 Vajra-T é um tipo de obuseiro autopropulsado de calibre 155 mm/52 e uma versão do K9 Thunder modificado para as condições da Índia. A arma tem 50% de conteúdo de produção doméstica, que inclui o sistema de controle de fogo, corpo, torre, eletrônica, sistemas NBQ, autocarregadores, ar condicionado e sistemas de fogo direto. Porém, as partes cruciais da arma — o cano e a culatra — foram importadas da Coreia do Sul.

O governo indiano encomendou também 114 obuseiros Dhanush, com o custo total de 2 bilhões de dólares (R$ 7,4 bilhões). Além disso, a Índia pode adotar em serviço do seu Exército 145 obuseiros M777 de calibre 155 mm/45 da BAE Systems norte-americana por cerca de $ 750 milhões (R$ 2,8 bilhões).

Este seria o primeiro lote de obuseiros entregues ao Exército indiano em três décadas, visto que Nova Deli tinha revogado todos os planos de fornecimento de obuses depois do escândalo de Bofors nos anos 1980. Altos funcionários do governo indiano, chefiado pelo Congresso Nacional Indiano, receberam propinas da fabricante de armas sueca AB Bofors em troca de um contrato de fornecimento de 400 obuseiros de 155 mm ao Exército indiano.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas