Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Explosão em Cabul deixa ao menos 40 mortos e 60 feridos

Pelo menos 40 pessoas morreram e outras 60 ficaram feridas em uma explosão perto de um salão de festas na cidade de Cabul, onde acontecia uma reunião de acadêmicos islâmicos para celebrar o aniversário do profeta Maomé, informaram nesta terça-feira fontes oficiais do governo do Afeganistão.


EFE

Cabul - A explosão aconteceu por volta das 18h local (11h30, em Brasília), em um salão de festas no norte de Cabul, quando centenas de pessoas, entre elas vários acadêmicos islâmicos ou ulemás, lembravam o aniversário do nascimento do profeta Maomé, explicou à Agência Efe o porta-voz da polícia da capital, Basir Mujahid.


EFE/ Jawad Jalali
EFE/ Jawad Jalali

Segundo este porta-voz, o atentado foi realizado por um insurgente, que detonou os explosivos dentro do salão de festa onde acontecia a celebração, que carecia de controle policial.

"Segundo os números iniciais, 40 pessoas morreram e outras 60 ficaram feridas", revelou Mujahid.

O porta-voz do Ministério da Saúde Pública, Wahidullah Majroh, também confirmou à Agência Efe que até agora evacuaram "40 mortos e mais de 60 feridos desde o local da explosão".

Hoje é feriado no Afeganistão e restaurantes e outros centros de diversão estão cheios para comemorar o nascimento de Maomé.

Nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do ataque.

Neste ano, Cabul foi palco de múltiplos atentados, o último deles de envergadura na semana passada perto de uma concentração de centenas de membros da minoria xiita hazara, que deixou pelo menos três mortos e oito feridos.

O atentado mais grave foi o registrado em janeiro, quando os talibãs explodiram uma ambulância perto do antigo Ministério de Interior, onde ainda operam algumas dependências oficiais, ataque que deixou mais de uma centena de mortos.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas