Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Explosão em Cabul deixa ao menos 40 mortos e 60 feridos

Pelo menos 40 pessoas morreram e outras 60 ficaram feridas em uma explosão perto de um salão de festas na cidade de Cabul, onde acontecia uma reunião de acadêmicos islâmicos para celebrar o aniversário do profeta Maomé, informaram nesta terça-feira fontes oficiais do governo do Afeganistão.


EFE

Cabul - A explosão aconteceu por volta das 18h local (11h30, em Brasília), em um salão de festas no norte de Cabul, quando centenas de pessoas, entre elas vários acadêmicos islâmicos ou ulemás, lembravam o aniversário do nascimento do profeta Maomé, explicou à Agência Efe o porta-voz da polícia da capital, Basir Mujahid.


EFE/ Jawad Jalali
EFE/ Jawad Jalali

Segundo este porta-voz, o atentado foi realizado por um insurgente, que detonou os explosivos dentro do salão de festa onde acontecia a celebração, que carecia de controle policial.

"Segundo os números iniciais, 40 pessoas morreram e outras 60 ficaram feridas", revelou Mujahid.

O porta-voz do Ministério da Saúde Pública, Wahidullah Majroh, também confirmou à Agência Efe que até agora evacuaram "40 mortos e mais de 60 feridos desde o local da explosão".

Hoje é feriado no Afeganistão e restaurantes e outros centros de diversão estão cheios para comemorar o nascimento de Maomé.

Nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do ataque.

Neste ano, Cabul foi palco de múltiplos atentados, o último deles de envergadura na semana passada perto de uma concentração de centenas de membros da minoria xiita hazara, que deixou pelo menos três mortos e oito feridos.

O atentado mais grave foi o registrado em janeiro, quando os talibãs explodiram uma ambulância perto do antigo Ministério de Interior, onde ainda operam algumas dependências oficiais, ataque que deixou mais de uma centena de mortos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas