Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

General iraniano promete derrotar forças dos EUA no Oriente Médio em caso de guerra

O vice-chefe do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, general de brigada Hossein Salami, comentou as palavras do presidente dos EUA sobre a capacidade do Irã de assumir o controle do Oriente Médio em apenas "12 minutos" dizendo que Teerã seria capaz de fazê-lo mais rapidamente, mesmo com a presença militar dos EUA na região.


Sputnik

Segundo a agência Tasnim News, o general de brigada sublinhou que as tentativas dos EUA de isolarem o Irã fracassaram, enquanto ao mesmo tempo Washington conseguiu "se isolar" do resto do mundo e perdeu sua capacidade de formar alianças políticas. Ele acrescentou também que a economia estadunidense não seria capaz de suportar os custos de uma guerra com o Irã.


Resultado de imagem para Hossein Salami
General de brigada Hossein Salami | Reprodução

"A economia norte-americana não tem capacidade para lidar com uma nova guerra. Um combate com a República Islâmica [do Irã] empurraria a guerra para fora da região, porque a estrutura militar dos EUA está desgastada e eles [os EUA] foram quase expulsos do golfo Pérsico", afirmou ele.

"Os porta-aviões dos EUA estão dentro do alcance dos mísseis balísticos de alta precisão que são capazes de atingir alvos móveis", alertou ele.

Salami estava se referindo a uma declaração feita pelo presidente dos EUA Donald Trump durante um de seus comícios que, antes de seu governo chegar ao poder, Teerã era capaz de assumir o controle do Oriente Médio em 12 minutos. Em seguida, Trump disse que o Irã já não é capaz de fazê-lo e, em vez disso, supostamente apenas "está tentando sobreviver".

No dia 5 de novembro, os EUA vão restabelecer suas sanções contra os setores petrolífero, bancário, de construção naval e navegação comercial da economia iraniana, que anteriormente foram levantadas no âmbito do Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA, em inglês), mais conhecido como acordo nuclear iraniano.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas