Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Hamas divulga detalhes do cessar-fogo com Israel

O movimento islâmico palestino Hamas, que controla a Faixa de Gaza, declarou neste sábado que a trégua com Israel inclui medidas para aliviar o bloqueio israelense à Gaza palestina, bem como a expansão da área de pesca, disse Ismail Radwan, um líder do grupo, em um comunicado.


Sputnik

"O acordo inclui a expansão da área de pesca ao largo da costa de Gaza de 14 para 20 milhas náuticas, disponibilidade de uma linha de eletricidade de alta tensão e facilitações para a exportação", disse Radwan.


Manifestação pela unidade política palestina une apoiadores do Hamas e do partido Fatah (foto de arquivo)
© AFP 2018 / SAIF DAHLAH

De acordo com o representante do Hamas, "a reconstrução de residências civis (destruídas por um bombardeio israelense) e o desenvolvimento de projetos para criar oportunidades de emprego para especialista" também estão contempladas no acordo de cessar-fogo.

Israel e os grupos palestinos chegaram a um cessar-fogo por um acordo indireto, mediado principalmente pelo Egito e pela ONU. A trégua colocou fim à pior escalada de violência na região desde a ofensiva israelense em Gaza no ano de 2014.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas