Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha da Argentina fala sobre localização do submarino ARA San Juan

Embarcação desaparecida há 1 ano foi localizada neste sábado a 907 metros de profundidade. Ainda não há previsão de início dos trabalhos de resgate. 'Não temos meios para resgatar o submarino', diz ministro.
Por G1

A Marinha da Argentina informou neste sábado (17) que o submarino ARA San Juan, que sumiu há 1 ano com 44 tripulantes, foi encontrado a 907 metros de profundidade em uma área de "visibilidade bastante reduzida", e que a embarcação sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma área de 80 a 100 metros. “Isso sugere que a implosão tenha ocorrido muito perto do fundo”, disse.

Segundo a Marinha, as imagens mostram que o casco do submarino permaneceu bastante intacto, apenas com algumas deformações, e que todas as outras partes se desprenderam. A implosão teria ocorrido em razão da pressão externa do mar ter superado …

Irã realiza manobras grandiosas enquanto EUA restabelecem sanções (VÍDEO)

O Irã mostrou sistemas de defesa antiaérea durante manobras de grande escala realizadas no mesmo dia em que os Estados Unidos reintroduziram oficialmente segundo pacote de sanções, afetando centenas de indivíduos e empresas.


Sputnik

As tropas iranianas treinavam maestria de defesa antiaérea enquanto altos funcionários americanos discursavam sobre novas restrições que visam reduzir a zero exportação de petróleo do Irã.


Video of Massive Air Defense Drills across Iran

As manobras aconteceram em uma área de 500 mil km² e deverão ser finalizadas nesta terça-feira (6), segundo escreve o RT. Nos exercícios, denominados Velayat 97, participaram as Forças Armadas e o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã.

Segundo o porta-voz das manobras, citado pela agência Tasnim, sistemas de defesa aérea iraniano detectaram com sucesso todos os alvos convencionais, incluindo drones de reconhecimento, bombardeiros e pequenos veículos aéreos no primeiro dia das manobras.

A simulação militar é única em termos de número de aeronaves convencionais inimigas voando na zona, diversidade de veículos aéreos e número de mísseis e projéteis disparados durante as manobras, sublinhou o porta-voz.

Na segunda-feira (5), foram revigoradas as sanções "mais fortes de sempre" contra o Irã de antes da assinatura do Plano de Ação Conjunto Global, conhecido também como acordo nuclear iraniano. A decisão foi tomada após Donald Trump anunciar saída dos EUA do acordo em maio deste ano.

O primeiro pacote de restrições entrou em vigor no dia 7 de agosto. As novas sanções afetam em primeiro lugar o setor petrolífero iraniano. No entanto, os Estados Unidos isentaram oito nações importadoras de petróleo de suas novas sanções, incluindo China, Turquia, Itália, Grécia, Índia, Taiwan, Japão e Coreia do Sul, permitindo-os parar negócios com Teerã gradualmente.

Irã, por sua vez, afirmou que continuará exportando petróleo, e o presidente do país prometeu "contornar as sanções".



Postar um comentário

Postagens mais visitadas