Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Israel fala sobre contatos com militares russos após incidente com avião Il-20 na Síria

Os militares russos e israelenses continuam mantendo contato mesmo após o incidente com o avião russo Il-20, derrubado na Síria em 17 de setembro.


Sputnik

O diretor-geral adjunto do Departamento da Eurásia da Chancelaria de Israel, Alexander Ben-Zvi, afirmou o seguinte:

"Os contatos entre os militares de Israel e da Federação da Rússia continuam; nosso mecanismo de prevenção de conflitos segue funcionando".


Militares israelenses na Síria
Militares israelenses na Síria © REUTERS / Baz Ratner

"Após o incidente com o avião [russo Il-20] continuamos trabalhando com a Rússia. Não se pode dizer que devemos ignorá-lo. Mas nossas relações são muito mais desenvolvidas para que isso [o incidente] ponha fim a nossas reuniões", adicionou.

Em 17 de setembro, um míssil S-200 do sistema de defesa antiaérea sírio abateu um avião russo Il-20 que estava regressando para a base de Hmeymim. Ao mesmo tempo, quatro caças israelenses F-16 atacaram instalações sírias em Latakia.

Segundo o Ministério da Defesa russo, os pilotos israelenses usaram o avião russo como cobertura, deixando-o sujeito a fogo do sistema antiaéreo sírio. Do incidente resultou a morte de 15 militares russos.

A Defesa russa disse que a parte israelense não a tinha avisado sobre a operação planejada na Síria e que a responsabilidade pela derrubada do avião é totalmente de Tel Aviv.

Israel refutou as acusações de seus aviões usando o avião russo como escudo e sustenta que Moscou foi avisada sobre o ataque aéreo em tempo hábil.

O presidente da Rússia Vladimir Putin, por sua vez, qualificou o ocorrido como "uma sequência de circunstâncias trágicas".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas