Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Lavrov: ataques israelenses à Síria só agravarão as tensões na região

Ataques israelenses à Síria não irão resolver os problemas de Tel Aviv. Contribuirão apenas para aumentar as tensões na região, conforme afirmou nesta segunda-feira o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.


Sputnik

"Operações militares não podem resolver as preocupações de segurança israelenses, mas apenas ajudar a aumentar as tensões regionais", disse o chanceler russo ao periódico espanhol El País.


Ministro das Relações Exteriores da Federação da Rússia, Sergei Lavrov, durante cúpula da Organização do Acordo de Segurança Coletiva em Minsk, em 30 de novembro de 2017 (arquivo)
Sergei Lavrov | Sputnik

De acordo com o diplomata, Israel nem sempre cumpre suas obrigações internacionais, e isso fica evidente quando o país ignora os avisos de militares russos contra suas operações no território sírio.

"Em alguns casos, isso colocou em risco a vida e a saúde de nossos soldados na Síria. Por exemplo, quando aviões israelenses bombardearam alvos perto de Palmira em março de 2017", destacou o chefe da diplomacia da Federação da Rússia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas