Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA e Rússia revivem a Guerra Fria no Oriente Médio com duas cúpulas

Reuniões paralelas, na Polônia e na Rússia, representaram a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito entre Israel e a Palestina
Juan Carlos Sanz e María R. Sahuquillo | El País
Sochi / Jerusalém - Em 1991, a Conferência de Madri estabeleceu um modelo para o diálogo multilateral no Oriente Médio após o fim da Guerra Fria, que havia colocado Washington contra Moscou na disputa pela hegemonia em uma região estratégica. Transcorridos mais de 27 anos, dois conclaves paralelos representaram nesta quinta-feira em Varsóvia (Polônia) e Sochi (Rússia) a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito israelo-palestino. Os Estados Unidos e a Rússia, copresidentes em Madri em 1991, já não atuam mais como mediadores para aliviar as tensões e, mais uma vez, assumem um lado entre as partes conflitantes.

No fórum da capital polonesa, a diplomacia dos EUA chegou a um impasse ao reunir mais de 60 países em uma reu…

Limpeza total: lança-mísseis sírios e russos eliminam terroristas (VÍDEO)

O novíssimo sistema lança-mísseis sírio Golan-1000 vem participando ativamente de uma operação militar de grande escala nas colinas de Tulul al-Safa, no deserto de As-Suwayda.


Sputnik

Nas imagens captadas recentemente dos campos de combate se pode ver os lança-mísseis de fabricação síria em ação. Julgando pela sua quantidade, os sírios conseguiram iniciar a produção em série de munições para estes lançadores múltiplos de grande poder de destruição, de acordo com o portal Russkoe Oruzhie.


Sistema de lançamento múltiplo de mísseis Solntsepyok (foto de arquivo)
TOS-1A Solntsepyok © Sputnik / Aleksandr Vilf

Cada um dos mísseis deste "monstro" pesa cerca de meia-tonelada e possui um calibre de 500 mm. Estima-se que o alcance máximo do voo atinja 3 quilômetros.

De acordo com o analista militar Yuri Lyamin, entrevistado pelo portal, o comando das tropas governamentais concentrou no deserto de Al-Safa uma poderosa força de ataque. O lança-mísseis Golan-1000 é considerado um dos mais potentes de seu tipo, tendo impressionado especialistas com suas características.

Ao lado do Golan —1000 foram avistados Golan-250 e Golan-300. Além disso, para o local de combates foram transferidos lançadores múltiplos de mísseis TOS-1A Solntsepyok que possui um alcance de tiro maior – até seis quilómetros.

Além dos sistemas mencionados, contra os terroristas estão operando obuseiros autopropulsados russos 2S3 Akatsiya de 152 mm.

Ultimamente, o Exército sírio vem avançando na luta contra os terroristas na área, pretendendo libertá-la completamente no futuro próximo.





Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas