Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Mídia destaca sucesso da Rússia em combater armas 'mortíferas' dos EUA

A Rússia está tendo cada vez mais sucesso em combater veículos aéreos não tripulados inimigos, o que pode causar sérias dificuldades para os EUA, que colocam a maior ênfase no uso ativo de drones, escreve a The National Interest.


Sputnik

Para exemplificar, a revista norte-americana cita os exercícios na região russa de Leningrado, durante os quais os avançados sistemas de guerra eletrônica Silok detectaram veículos aéreos não tripulados. 



Embora o Exército russo utilize os meios de supressão eletrônica há muito tempo, apenas em outubro de 2017 foi apresentado o primeiro sistema terrestre, cujo principal objetivo é desativar e neutralizar drones inimigos, observa a The National Interest.

O crescente número de sistemas de guerra eletrônica e o profissionalismo dos militares russos são uma ameaça para a frota norte-americana de veículos não tripulados, destaca a revista. Em particular, o autor do artigo afirma que, em 2011, o Irã usou o sistema Avtobaz, desenvolvido na Rússia, para interceptar o drone RQ-170 da Força Aérea dos EUA.

Segundo a The National Interest, os veículos aéreos não tripulados norte-americanos têm melhorado suas características de autonomia devido ao avanço tecnológico. No entanto, eles não poderão permanecer sem comunicação de rádio necessária para a transmissão de dados. E este é o ponto mais fraco que a Rússia pode usar a seu favor, conclui a revista.

Anteriormente, neste ano foi informado que a Rússia recebeu os primeiros sistemas avançados de guerra eletrônica Silok, projetados para detecção de veículos aéreos não tripulados em modo automático e determinação de suas coordenadas. O sistema suprime os canais de controle, telemetria e comunicação dos drones adversários. O consórcio Sozvezdie é o principal desenvolvedor e fabricante russo de sistemas de guerra eletrônica.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas