Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

'Monstro de mísseis' sírio está pronto para derrotar terroristas no sul do país

O sistema lança-mísseis sírio Golan-1000, considerado um dos mais potentes de seu tipo, foi transferido para as colinas de Tulul al-Safa, no deserto de As-Suwayda, no sul do país, onde as tropas governamentais estão lutando contra os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários ouros países).


Sputnik

O surgimento do veículo lançador múltiplo, batizado na mídia de "monstro de mísseis", pode ser considerado como um teste em condições de combate reais, já que anteriormente havia sido comunicado apenas sobre casos isolados de uso do sistema, de acordo com o portal Russkoe Oruzhie.


Golan 1000 | Reprodução Twitter

Pela primeira vez este veículo de combate foi demonstrado em maio deste ano pelos militares da quarta divisão de tanques da Síria.

De acordo com o portal, as características do sistema divulgadas impressionaram os especialistas militares. O Golan-1000 utiliza o chassi padrão do tanque soviético T-72. Caso os terroristas sejam atingidos pelo fogo de seus mísseis de 500 mm e 500 kg de peso, eles praticamente não terão chances de sobreviver.

Além disso, durante seu uso em combate o veículo pode ser operado remotamente, tendo para isso um painel especial.

Previa-se que, depois de ter sido apresentado, o Golan-1000 começasse a participar ativamente de combates, contudo, pelo visto, seu desenvolvimento demorou mais do que o planejado, fazendo com que o lança-mísseis tenha surgido na área de combates somente agora.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas