Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Porta-aviões dos EUA poderia ter causado caos eletrônico em Hong Kong, diz mídia

Problemas incomuns em celulares e aparelhos eletrônicos em Hong Kong teriam sido provocados por um porta-aviões norte-americano que fez escala nesse porto, reportou a mídia local.


Sputnik

Logo depois da chegada do USS Ronald Reagan à região administrativa da China, os moradores não conseguiam abrir seus carros remotamente e se queixaram de interrupções no serviço de celulares, informou o jornal Asia Times.


USS Ronald Reagan, foto de arquivo
USS Ronald Reagan © AP Photo / Eugene Hoshiko

A Autoridade de Comunicações de Hong Kong confirmou que recebeu pedidos de informações e chamadas telefônicas referentes a irregularidades no serviço sem fios. Por sua vez, um porta-voz do Consulado Geral dos EUA afirmou que não sabia que o porta-aviões estava interferindo nos veículos civis.

Os carros de fabricação japonesa, que operam em uma frequência de 315 MHz, foram os mais atingidos, segundo um especialista em comunicação de rádio. O jornal sugere que essa frequência está próxima da frequência usada pelos equipamentos eletromagnéticos a bordo do USS Ronald Reagan.

Um observador disse ao Asia Times que a tripulação do USS Ronald Reagan pode ter ativado medidas anti-interferência de rádio e antiespionagem enquanto o porta-aviões estava a poucos quilômetros do quartel do Exército Popular de Libertação em Hong Kong.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas