Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Rara versão de veículo lançador de foguetes soviético foi flagrada no Iêmen

O veículo foi flagrado durante um confronto entre o grupo Houthi e seus oponentes na província iemenita de Saada.


Sputnik

O BM-21 Grad é um veículo lançador múltiplo de foguetes que entrou em serviço do exército soviético em 28 de março de 1963.


BM-21 Grad no Iêmen | Reprodução

Na segunda década do século XXI as forças desse Estado da península Arábica contavam com poucas unidades de veículos BM-21, que foram construídos sobre o chassi do Ural-375.

O Ural-375 é um caminhão multipropósito de tração 6x6, tornando-se posteriormente na plataforma ideal para a construção do veículo lançador de foguetes.

O BM-21 Grad se tornou um dos mais fabricados na história, tendo sido fabricadas 8 mil unidades, além das réplicas estrangeiras, segundo o portal militar russo Russkoe Oruzhie.

Testes provaram que uma descarga de 20 segundos do Grad seria capaz de eliminar uma força de infantaria do inimigo em uma área de 2,44 hectares. Além disso, o sistema usa uma munição reativa M-21OF de 122 mm com dupla estabilização. O veículo também seria capaz de se deslocar por rodovia à velocidade de 75 km/h.

Infelizmente, o veículo tinha um problema, que era o consumo do motor, chegando a consumir até 100 litros de gasolina de elevada octanagem em apenas 100 quilômetros. Entretanto, o veículo foi utilizado por mais de 50 países, por ser um veículo simples, eficiente, seguro e com um custo relativamente baixo.

O veículo foi substituído em 1998 pelo lançador múltiplo de foguetes Tornado-G, que possui uma maior capacidade de combate.

Comentários

Postagens mais visitadas