Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Rússia está à frente de todos no desenvolvimento de drones, diz especialista

A Rússia está finalizando o desenvolvimento de drones capazes de alcançar qualquer destino na Europa continental ou de voar até o Canadá, segundo a mídia. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o analista militar Andrei Koshkin destacou a importância do desenvolvimento de drones hoje em dia.


Sputnik

O jornal das Forças Armadas Russas, Krasnaya Zvezda, escreveu que a Rússia está terminando o desenvolvimento de drones capazes de alcançar qualquer destino na Europa continental, se decolarem da região de Kaliningrado (parte mais ocidental da Rússia), ou de voarem até o Canadá se partirem do distrito autônomo de Chukotka, no Extremo Oriente do país.


Drone russo Korsar (foto de arquivo)
Drone russo Korsar © Sputnik / Evgeny Biyatov

O jornal detalhou que ao longo dos últimos seis anos a Rússia criou quase 40 unidades militares, especializadas em veículos aéreos não tripulados, que receberam mais de 1,8 mil drones capazes de realizar operações de reconhecimento a distâncias de até 500 quilômetros.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em ciências políticas Andrei Koshkin indicou que a Rússia lidera na produção de veículos aéreos não tripulados.

"Os drones estão hoje em demanda. Eles recolhem dados de inteligência e controle da realização de ataques a alvos do inimigo com maior precisão. Naturalmente, a Federação da Rússia e suas Forças Armadas não podem ficar para trás. A tudo o que está relacionado ao desenvolvimento e produção de drones se dá uma importância prioritária. Um dos indícios disso é a criação de unidades e destacamentos militares 'de drones', em que especialistas qualificados operam estes aparelhos", apontou.

"Nesta área, a Federação da Rússia é o país líder, suas Forças Armadas possuem os drones mais modernos. Suas caraterísticas táticas e técnicas permitem assegurar o cumprimento de tarefas de combate que são consideradas necessárias para assegurar a proteção do nosso país. A existência de tais destacamentos assegura a alta qualidade do cumprimento de tarefas de combate de todos os ramos e especialidades das Forças Armadas", indicou.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas