Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Saiba as principais diferenças entre o novo blindado chinês e seu análogo russo

Durante o evento Airshow China que decorreu na cidade de Zhuhai, no sul do país, o gigante asiático demonstrou novo blindado, porém não foram revelados todos os segredos do veículo.


Sputnik

Segundo fontes chinesas, o veículo recebeu um canhão de 100 mm baseado no 2A70 russo. Além disso, o blindado será destinado às tropas aerotransportadas chinesas e o mesmo deverá ser transportado pelo avião cargueiro Y-20, que é capaz de levar 66 toneladas. 


Veículo de combate BMD-4M
Blindado russo BMD-4M | Nikolay Danushki

Mesmo com poucos segredos sendo revelados, é possível notar algumas especificações do blindado, como, por exemplo, a capacidade de transportar seis tripulantes, que na sua versão anterior, ZBD-03, correspondia a cinco, segundo o portal militar russo Russkoe Oruzhie.

Outra característica é que no ZBD-03 o comandante se situava no corpo do veículo, já no novo modelo, o comandante estará situado na torre onde está instalado um canhão de 100 mm, armas automáticas de 30 mm e uma metralhadora de 7,62 mm.

Entretanto, o novo veículo possui uma grande falha, que é a falta do moderno sistema de visão panorâmica, já o seu análogo russo BMD-4M conta com uma blindagem mais leve e resistente, além de poder de fogo superior aos demais e seus armamentos melhorados, contando com uma torre Bakhcha-U, onde pode ser instalado um canhão de 100 mm 2A70. Além disso, diferencia-se pelo posicionamento dos tripulantes no interior do veículo.

Entre falhas e acertos, o novo veículo de combate dos paraquedistas chineses é uma agradável surpresa, demonstrando que a China está no caminho certo para o avanço da tecnologia militar, fazendo com que sua indústria militar celebre as recentes conquistas.
 

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas