Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Sírios libertados do Daesh homenageiam Assad e o levantam nos ombros (VÍDEO)

Os residentes da província síria de As-Suwayda libertados pelas tropas governamentais do cativeiro do Daesh, organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países, expressaram sua gratidão ao presidente do país, Bashar Assad, durante uma audiência oficial.


Sputnik

Assad se encontrou com os sírios libertados e suas famílias nesta terça-feira (13), após estes terem estado reféns dos terroristas do Daesh ao longo de mais de três meses.


Habitantes de Damasco seguram retratos de Bashar Assad (foto de arquivo)
Sírios em manifestação a favor de Bashar Assad © Sputnik / Valery Melnikov

No vídeo publicado pelo jornal Al-Watan se pode ver como vários homens levantam Assad e um deles o coloca nos seus ombros, ao mesmo tempo que se ouvem gritos de aprovação das mulheres. Em seguida, os reunidos passam a entoar lemas de apoio à Síria e ao próprio Assad.

Em outro vídeo, publicado pela assessoria de imprensa da Presidência da Síria, se pode ver como um representante da comunidade local oferece café a Assad e este, após o beber, quebra a xícara no chão, de acordo com a antiga tradição árabe.

Em 8 de novembro, os militares sírios comandados por oficiais russos do Centro Russo de Reconciliação libertaram 19 reféns capturados pelos terroristas do Daesh em julho deste ano na província de As-Suwayda, na sequência de ataques de homens-bomba e morte de mais de 200 pessoas. Quinze crianças e quatro mulheres do povo druso estiveram em cativeiro perto de Palmira por mais de três meses.



Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas