Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O Brasil tem poder de fogo para proteger a riqueza da Amazônia Azul? (VÍDEO)

Devido à enorme riqueza natural, a porção de mar sob jurisdição brasileira é também conhecida como Amazônia Azul. A área é um dos mais importantes patrimônios naturais brasileiros e é uma preocupação para o setor de Defesa. Para comentar o assunto, a Sputnik Brasil ouviu Ricardo Cabral, pesquisador da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil.
Sputnik

O pesquisador falou sobre a importância comercial e estratégica, o potencial energético, científico e as obrigações internacionais do Brasil com as áreas da Amazônia Azule seu entorno. Ele também descreveu o atual estado da esquadra da Marinha brasileira, que carece de investimentos e pleiteia junto ao novo governo federal uma fatia maior do orçamento público, limitado pela Emenda Constitucional nº 95.


Foi a própria Marinha brasileira que cunhou o termo "Amazônia Azul", em referência ao tamanho da biodiversidade e dos bens naturais encontradas em sua área. No entanto, a área marítima é ainda maior do que porção brasileira da flo…

Sistema de armas da fragata Type 26, classe ‘City’

As imagens deste post mostram um modelo da futura fragata Type 26 da Marinha Real Britânica (ou fragata classe “City”). O modelo que foi criado por JLawson Modelmakers e modificado pelo site Naval Analyses para mostra a configuração de armamento das fragatas.


Poder Naval

A classe “City” é uma classe de oito fragatas que estão sendo construídas para a Marinha Real do Reino Unido. O programa de projeto e fabricação de navios, conhecido como o Global Combat Ship (Navio de Combate Global), foi criado pelo Ministério da Defesa do Reino Unido para substituir parcialmente as treze fragatas Type 23 da Royal Navy e também para exportação.

Sistema de armas da fragata Type 26

Será um navio de guerra multi-missão projetado para apoiar a guerra antissubmarino, a defesa aérea e operações de propósito geral. O contrato para a fabricação da Type 26 foi anunciado pela BAE Systems em 2 de julho de 2017, com corte de aço para a primeira unidade, HMS Glasgow, em 20 de julho de 2017, pelo secretário de Estado da Defesa, Sir Michael Fallon.

Modelos da Fragata Type 26 do Canadá, com sistemas de armas diferente do modelo britânico

Em junho de 2018, o governo australiano anunciou que havia selecionado uma versão modificada da plataforma Type 26 como a substituição planejada para sua fragata da classe “Anzac”. Isso fará com que a Marinha Real Australiana adquira até nove fragatas da classe “Hunter”, que serão construídas pela BAE Systems Australia no estaleiro da ASC em Osborne, no sul da Austrália.


Em 19 de outubro de 2018, foi anunciado que o consórcio BAE-Lockheed Martin havia sido selecionado como concorrente vencedor no programa Canadian Surface Combatant e que o governo canadense havia adjudicado um contrato para 15 navios no valor de CAD$60 bilhões.

Cronograma de entrada em serviço das fragatas Type 26 e Type 31e e desativação das Type 23 da RN

FONTE: Naval Analyses

Postar um comentário

Postagens mais visitadas