Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Tensão: Parlamento ucraniano marca reunião para votar lei marcial

O presidente do parlamento ucraniano, Andrei Parubiy, convocou uma reunião parlamentar extraordinária para as 11h (horário de Brasília) na segunda-feira (26), para votar a imposição da lei marcial no país.


Sputnik

A reunião do parlamento ucraniano avaliará a decisão do Conselho Nacional de Segurança e Defesa (NSDC, sigla em inglês) de impor a lei marcial na Ucrânia.


Verkhovna Rada, Parlamento da Ucrânia
Parlamento da Ucrânia © Sputnik / Alexandr Maksimenko

"Em cumprimento da decisão do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia e do apelo do Presidente da Ucrânia, na segunda-feira, 26 de novembro de 2018, às 16.00h (14.00 GMT), convoco uma sessão extraordinária da Suprema Rada [parlamento ucraniano]", escreveu Parubiy em sua página no Facebook na noite deste domingo (26). O parlamentar também teceu duras críticas à Rússia.

Mais cedo neste domingo (26), o NSDC decidiu impor a lei marcial no território da Ucrânia por um período de 60 dias. A decisão, porém, precisa ser raificada pelo Legislativo do país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas