Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Trump diz que ideia de Macron sobre exército europeu é 'muito insultante'

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (9) que a ideia de seu homólogo francês, Emmanuel Macron, de criar um exército europeu é "muito insultante.


Sputnik

Na terça-feira (6), Macron disse em entrevista que a Europa deveria criar um "verdadeiro exército europeu" para proteger a região. O mandatário francês disse que a medida pode ser útil para proteger a Europa "da China, Rússia e até dos Estados Unidos da América", já que Trump decidiu sair do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).


Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia.
Donald Trump © Sputnik/ Katelyn Oaks
"Quem será a principal vítima [do abandono do INF pelos EUA]? A Europa e sua segurança", afirmou Macron.

Trump, que está na França para a comemoração do centenário da Primeira Guerra Mundial, foi ao Twitter criticar a proposta de Macron:

"Muito insultante, mas talvez a Europa deva primeiro pagar sua parte justa da Otan, que os EUA subsidiam muito".

Os dois presidentes têm agenda conjunta no sábado para discutir a segurança na Europa, Síria e Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas