Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Turquia evacua terroristas de Idlib para seu território, segundo mídia síria

A Turquia evacuou um grande número de militantes da zona desmilitarizada na província síria de Idlib para um campo de tendas situado na cidade turca de Nusaybin, na área fronteiriça entre os dois países, informou o jornal pró-governamental sírio Al-Watan, citando fontes locais.


Sputnik

"As Forças Armadas turcas evacuaram um grande número de terroristas de Idlib para o campo situado ao lado do hospital estatal na cidade turca de Nusaybin, que faz fronteira com a cidade síria de Al-Qamishli", escreveu o jornal.


Soldados da oposição do Exército Livre da Síria apoiados pela Turquia em um caminhão na fronteira com a Síria (foto de arquivo)
Terroristas do Exército Livre da Síria © AP Photo/ Lefteris Pitarakis

A edição não indicou os nomes de agrupamentos a que os militantes mencionados pertencem.

Anteriormente, após conversações entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, os ministros da Defesa dos dois países assinaram um memorado para a estabilização da zona de desescalada de Idlib, além de terem combinado a criação na área de uma zona desmilitarizada.

Entretanto, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Rússia, as dificuldades na manutenção da zona desmilitarizada na área continuam.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas