Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Ucrânia realiza exercícios com mísseis na fronteira com Crimeia

Kiev realizou exercícios com fogo real de mísseis na fronteira com a Rússia perto da Crimeia, anunciou a Força Aérea ucraniana.


Sputnik

"Na região ucraniana de Kherson, no polígono de Yagorlyk, foram efetuados exercícios com fogo real de sistemas de mísseis antiaéreos S-300PS, S-300PT, Buk-M1, testes de voo de mísseis antiaéreos para o S-125M1 e testes estatais do sistema modernizado Osa-AKM2", diz o comunicado no Facebook.


Sistema ucraniano de mísseis Buk-M1
Buk-M1 ucraniano © Foto: Ministério da Defesa da Ucrânia

Na véspera (1) foi relatado que se iniciaram exercícios antiaéreos na região de Kherson para testar mísseis em mar aberto. O espaço aéreo sobre o mar Negro nessa área será fechado de 1º até 4 de novembro por causa desses testes de lançamento de mísseis.

Kiev assegura que os exercícios com fogo real decorrem em conformidade com todas as normas do direito internacional. Para realizar a prática de lançamentos, foi delineada uma zona de perigo na parte noroeste do mar Negro, o que exclui completamente quaisquer ameaças.

Políticos e especialistas militares russos estão confiantes de que os exercícios no território do Estado vizinho não representam uma ameaça, já que "a Ucrânia em termos técnico-militares não é um rival comparável com a Rússia".

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas