Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Antigos terroristas se tornam soldados do Exército sírio (VÍDEO)

No sul da Síria, na província de Daraa, foi organizada uma grande festa para comemorar a cerimônia solene de juramento de mais de 350 antigos terroristas que se tornaram soldados do Exército sírio. No evento compareceram funcionários sírios e militares russos.


Sputnik

"Centenas de desertores e combatentes militantes, que lutavam antes contra o Exército sírio nas formações armadas, prestaram neste domingo (16) o juramento solene de servir a Pátria", de acordo com um correspondente da Sputnik Árabe.


Exército sírio na província de Daraa (foto de arquivo)
Militares do Exército sírio © Sputnik / Mikhail Alaeddin

Para comemorar o evento, na cidade de Daraa decorreu uma grande festa que contou com a participação de funcionários sírios, bem como representantes do Centro Russo de Reconciliação na Síria.

Os novos recrutas do Exército sírio contaram à Sputnik que eles querem libertar a Síria dos terroristas restantes. Além disso, disseram agradecer ao presidente sírio, Bashar Assad, por ele os ter anistiado e os ter ajudado a voltar à vida normal. Os soldados apelaram para que outros sírios que lutam ao lado de terroristas pensem melhor e passem para o lado do exército governamental.

Uma parte dos recrutas foi incorporada no 5º corpo mecanizado do exército, que funciona como milícia local.

Em outubro deste ano, o presidente sírio assinou um decreto anistiando todos os desertores do exército que tanto se esconderam dentro da Síria, como fugiram ao exterior. Segundo o decreto, os desertores devem se entregar às autoridades sírias durante os quatro meses seguintes, caso estiverem no território sírio, ou em seis meses, caso tenham partido ao exterior.




Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas