Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Antigos terroristas se tornam soldados do Exército sírio (VÍDEO)

No sul da Síria, na província de Daraa, foi organizada uma grande festa para comemorar a cerimônia solene de juramento de mais de 350 antigos terroristas que se tornaram soldados do Exército sírio. No evento compareceram funcionários sírios e militares russos.


Sputnik

"Centenas de desertores e combatentes militantes, que lutavam antes contra o Exército sírio nas formações armadas, prestaram neste domingo (16) o juramento solene de servir a Pátria", de acordo com um correspondente da Sputnik Árabe.


Exército sírio na província de Daraa (foto de arquivo)
Militares do Exército sírio © Sputnik / Mikhail Alaeddin

Para comemorar o evento, na cidade de Daraa decorreu uma grande festa que contou com a participação de funcionários sírios, bem como representantes do Centro Russo de Reconciliação na Síria.

Os novos recrutas do Exército sírio contaram à Sputnik que eles querem libertar a Síria dos terroristas restantes. Além disso, disseram agradecer ao presidente sírio, Bashar Assad, por ele os ter anistiado e os ter ajudado a voltar à vida normal. Os soldados apelaram para que outros sírios que lutam ao lado de terroristas pensem melhor e passem para o lado do exército governamental.

Uma parte dos recrutas foi incorporada no 5º corpo mecanizado do exército, que funciona como milícia local.

Em outubro deste ano, o presidente sírio assinou um decreto anistiando todos os desertores do exército que tanto se esconderam dentro da Síria, como fugiram ao exterior. Segundo o decreto, os desertores devem se entregar às autoridades sírias durante os quatro meses seguintes, caso estiverem no território sírio, ou em seis meses, caso tenham partido ao exterior.




Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas