Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Após visita russa, Maduro avisa: aviões militares estrangeiros continuarão vindo

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, rebateu críticas e disse que aviões militares estrangeiros continuarão chegando à Venezuela nos próximos meses. A fala vem depois da visita de aviões russos à Venezuela, que gerou controvérsia com países rivais do regime venezuelano.


Sputnik

Na segunda-feira, dois bombardeiros estratégicos russos Tu-160, um avião de transporte militar An-124 e um avião Il-62 aterrissaram em Caracas. Os aviões russos realizaram exercícios de interoperabilidade com a Força Aérea Venezuelana nesta semana.


Nicolás Maduro, presidente da Venezuela
Nicolás Maduro © REUTERS / Miraflores Palace

"Os aviões vêm e eles chegarão nos próximos meses", disse Maduro em entrevista coletiva em sua página no Twitter.

A chegada de aviões da Rússia esteve em pleno acordo com programas de cooperação bilateral entre os países, acrescentou Maduro.

O presidente venezuelano também comentou as críticas sobre a visita da aeronave russa à Venezuela por parte do presidente colombiano Ivan Duque, que sugeriu que a medida não era amigável. O presidente venezuelano Maduro argumentou que "ter acampamentos mercenários dentro de um país, como os da Colômbia, é hostil".

A chegada da aeronave militar russa à Venezuela também foi criticada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo. Ele se referiu a Moscou e Caracas como "dois governos corruptos esbanjando recursos públicos […] enquanto seu povo sofre".

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia comentou as afirmações de Pompeo, chamando-as de inaceitáveis e absolutamente antiprofissionais.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas