Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

Coreia do Sul revela 1º protótipo de seu helicóptero de ataque

A Korean Aerospace Industries (KAI) tornou público o seu primeiro protótipo de um novo helicóptero de ataque leve.


Sputnik

O helicóptero está sendo desenvolvido na sede da KAI, em Sacheon, sendo esta a primeira vez que o Estado asiático se dedica a produzir uma aeronave de combate tão avançada.


Korea Aerospace Industries (KAI) lançará protótipo de helicóptero militar leve no próximo mês.

O setor de defesa da Coreia do Sul superou seus principais rivais em diversas áreas-chave, podendo se citar como exemplo a notável qualidade dos seus destróieres da classe Sejong, o Grande, do tanque K2 Black Panther e dos jatos de treinamento T-50.

O país nunca desenvolveu um projeto tão complexo como o deste helicóptero de combate, o que representa um grande passo à frente, pois o país já havia demonstrado a sofisticação de seus outros helicópteros militares não destinados a combate, segundo a revista Military Watch.

Com a fabricação de seu próprio helicóptero de ataque, a Coreia do Sul poderia reduzir a grande dependência dos equipamentos americanos, como os helicópteros Apache, que foram adquiridos em grande quantidade e de acordo com um contrato multibilionário.

Devido ao sucesso de outros sistemas de armas sul-coreanos no mercado global de armamentos, que superaram os ocidentais, inclusive vendendo seus equipamentos em quantidades significativas a países membros da OTAN, muito provavelmente o novo helicóptero de ataque leve sul-coreano terá sucesso no mercado, já que possuiria um preço mais acessível do que o helicóptero norte-americano Apache. Entre os potenciais clientes estariam os países do Leste Europeu e as Filipinas.

A Coreia do Sul vem aumentando seu poder de combate e o novo helicóptero demonstra a capacidade tecnológica do país, que neste ano ocupou o 5º lugar no ranking das potências militares.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas