Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Decisão de Trump sobre a Síria é definitiva, diz Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não mudará sua decisão sobre retirar as tropas norte-americanas da Síria, apesar da renúncia do secretário de defesa e oficiais de alto escalão, disse neste domingo (23) Mick Mulvaney, chefe de gabinete em exercício na Casa Branca.


Sputnik

"Não, eu acho que o presidente disse às pessoas desde o começo que ele não quer que fiquemos na Síria para sempre. Você está vendo o resultado final agora de dois anos de trabalho. Lembre-se, não é incomum um presidente perder membros do gabinete por causa desses tipos de desentendimentos", disse Mulvany à emissora ABC News quando perguntado se o presidente poderia reverter a decisão.

Presidente dos EUA, Donald Trump
Donald Trump © Sputnik / Serguey Guneev

Na quinta-feira (20), o secretário de Defesa Jim Mattis, em uma carta de renúncia, disse que deixaria o cargo no final de fevereiro, citando o fato de que Trump precisava encontrar um chefe de Defesa cujas opiniões estivessem com opiniões mais próximas às dele mesmo.

A renúncia de Mattis veio um dia após a Casa Branca ter dito que os Estados Unidos estavam retirando tropas da Síria, planos que o chefe de defesa deixou anteriormente como um "erro estratégico".

A mudança inesperada para a saída da Síria tem sido amplamente criticada por muitos legisladores dos EUA, que argumentaram que a medida prejudicaria a segurança dos EUA e doaria a região à Rússia, Irã e Síria.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas