Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Defesa russa divulga VÍDEO do voo dos Tu-160 sobre mar do Caribe

No decorrer de uma visita internacional da Força Aeroespacial russa à Venezuela, os pilotos dos bombardeiros estratégicos Tu-160 efetuaram um voo sem precedentes sobre as águas do mar do Caribe.


Sputnik

O Ministério da Defesa russo divulgou em sua conta oficial no YouTube imagens da cabine de pilotagem dos Tu-60, bem como da vista para o mar de Caribe, captadas a partir dos aviões.


Bombardeiro Tu-160 durante pouso no aeroporto venezuelano
Tupolev Tu-160 Blackjack © AFP 2018 / Federico Parra

De acordo com o comandante da Aviação de Longo Alcance, tenente-general Sergei Kabylash, o voo decorreu em regime normal. Durante 10 horas as aeronaves percorreram mais de 8 mil quilômetros, tendo cumprido todas as tarefas estabelecidas.

Segundo o comandante da tripulação de um dos Tu-160, coronel Pavel Burdakov, o voo sobre as águas do mar do Caribe foi efetuado em plena conformidade com as regras internacionais.

Além disso, os Tu-160 treinaram patrulhamento sobre o território venezuelano.

Burdakov apontou que, no decorrer do voo, não houve intercepções das aeronaves. Em algumas partes da rota os aviões russos foram escoltados por caças venezuelanos Su-30 e F-16 no âmbito do treinamento conjunto.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas