Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Entrega de S-300 da Rússia aumentou capacidade da Síria de repelir ataques, diz senador

O fornecimento de sistemas de mísseis antiaéreos S-300 aumentou consideradamente a capacidade dos militares sírios de repelir ataques, afirmou o senador russo Aleksei Pushkov após o ataque noturno de mísseis contra a Síria.


Sputnik

"A julgar pela forma como os sistemas S-300 rechaçaram os ataques de mísseis perto de Damasco, o seu fornecimento aumentou drasticamente a capacidade da Síria de repelir ataques de mísseis", disse Pushkov em sua conta do Twitter.


Sistema de defesa aérea S-300
S-300 Favorit © Sputnik / Ramil Sitdikov

Na noite passada (25), o canal de televisão Ikhbariya reportou que a defesa antiaérea da Síria conseguiu interceptar um ataque de vários mísseis disparados contra província de Damasco.

"O ataque inimigo foi efetuado a partir do espaço aéreo libanês, foram derrubados vários alvos inimigos", informou a mídia.

Aviões da Força Aérea de Israel violaram o espaço aéreo ao sul do Líbano ao realizar manobras a baixa altitude sobre Nabatiye e também sobre a região de Al Tufa, comunicou a agência de notícias libanesa NNA.

As cidades libanesas de Tiro e Sidon também tiveram seu espaço aéreo invadido por aeronaves provenientes do mar Mediterrâneo.

Israel viola periodicamente as fronteiras aéreas, navais e terrestres do Líbano. Por esse motivo, Damasco pediu diversas vezes ao Conselho de Segurança da ONU que fossem tomadas medidas relativamente a essas invasões.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas