Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Erdogan diz que Trump está ok com plano turco de nova operação militar na Síria

A Turquia pode iniciar uma nova operação militar na Síria a qualquer momento, conforme anunciou hoje o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, destacando um apoio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apesar de o Pentágono ter emitido uma advertência a Ancara, informou a agência Reuters.


Sputnik

Na última semana, o Departamento de Defesa norte-americano afirmou que uma ação militar individual no nordeste da Síria, onde operam as forças dos EUA, seria inaceitável. Porém, Erdogan sugeriu que Trump estaria mais receptivo aos planos turcos de se mover para o leste do rio Eufrates do que o Pentágono. 


O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017
Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Joshua Roberts

"Nós anunciamos oficialmente que iniciaremos uma operação militar a leste do Eufrates", disse o líder turco durante discurso na província central de Konya. "Nós discutimos isso com o Sr. Trump e ele deu uma resposta positiva."

De acordo com a Reuters, a Casa Branca não respondeu aos pedidos de comentários sobre a afirmação de Erdogan, mas, na sexta-feira passada, reconheceu que Trump e o presidente da Turquia falaram sobre a Síria durante uma conversa telefônica.

Ancara e Washington estão há tempos em desacordo sobre a melhor política para a Síria, onde os EUA têm apoiado a milícia curda das YPG contra o grupo terrorista do Daesh. A Turquia, por sua vez, considera as YPG uma organização extremista ligada ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), grupo que tem travado uma intensa insurgência no sudeste da Turquia há cerca de 30 anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas