Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Erdogan promete erradicar 'o que restar' do Daesh na Síria, diz Trump

Na quarta-feira (19), Trump anunciou a derrota do Daesh na Síria e a subsequente retirada das tropas americanas do país árabe, onde elas permaneciam unicamente para combater o Daesh.


Sputnik

No sábado (22), o presidente americano acrescentou que "os países locais, incluindo a Turquia" devem ser capazes de "tratar facilmente do que quer que tenha restado" do grupo terrorista.


Coletiva de imprensa entre Donald Trump e Recep Tayyip Erdogan em 16 de maio, 2017 (foto de arquivo)
Recep Tayyip Erdogan e Donald Trump © REUTERS / Kevin Lamarque

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, prometeu eliminar as forças que restaram do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) na Síria, disse na segunda-feira (24) o presidente dos EUA, Donald Trump.

"O presidente da Turquia me informou muito claramente que ele vai erradicar tudo o que restar do Daesh na Síria… e ele é um homem que pode fazê-lo bem, a Turquia está praticamente "ao lado". Nossas tropas estão voltando para casa!", escreveu Donald Trump no Twitter.

No final do domingo (23), Trump disse que manteve uma conversa telefônica "longa e produtiva" com Erdogan, durante a qual eles discutiram seu "envolvimento mútuo" na Síria e a planejada retirada das tropas dos EUA da Síria. Segundo Erdogan, os dois presidentes se comprometeram a "expandir a coordenação" na Síria.

A coalizão liderada pelos EUA atua desde 2014 no Iraque e na Síria com o alegado objetivo de derrotar o grupo terrorista Daesh o autoproclamado Estado Islâmico. No entanto, as ações da coalizão na Síria são realizadas sem autorização das autoridades do país ou do Conselho de Segurança da ONU. Damasco instou a ONU a agir e a acabar com a presença ilegal da coalizão no país.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas