Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: Brasil poderia se tornar 'vigilante' dos EUA na América Latina

O presidente norte-americano, Donald Trump, referiu a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN. O analista russo Pavel Feldman avaliou a possibilidade de entrada do Brasil na aliança, bem como que papel poderia desempenhar o Brasil no conflito na Venezuela.
Sputnik

Durante a visita oficial do presidente do Brasil Jair Bolsonaro aos EUA, foram discutidos os assuntos internacionais mais importantes, entre eles a cooperação bilateral entre os EUA e o Brasil e a situação na Venezuela.


Uma das declarações mais sensacionais foi a possibilidade de entrada do Brasil na OTAN, referida pelo presidente dos EUA Donald Trump.

O vice-diretor do Instituto de Estudos Estratégicos e Prognósticos da Universidade Russa da Amizade dos Povos, Pavel Feldman, revelou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik que os EUA são apenas um dos países da OTAN, há outros países cuja opinião deveria ser levada em conta nesse assunto.

Segundo ele, se o Brasil aderir à OTAN ele vai desempenhar o papel de vigilante d…

Especialista: retirada dos EUA do Tratado ABM estimulou criação do sistema Avangard

O trabalho para criação do sistema hipersônico Avangard foi intensificado depois que os EUA se retiraram do Tratado sobre Mísseis Antibalísticos (Tratado ABM) e a indústria russa conseguiu desenvolver em um curto prazo uma arma única, afirma o especialista militar russo Viktor Murakhovsky.


Sputnik

Anteriormente, a assessoria de imprensa do Kremlin comunicou que, em 26 de dezembro, o Ministério da Defesa russo, por ordem do presidente Vladimir Putin, realizou com sucesso o lançamento de teste de um míssil do sistema Avangard equipado com um bloco hipersônico planador.


Lançamento do novíssimo míssil russo Avangard
Míssil russo Avangard © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

"Por algum tempo, esse trabalho praticamente não era financiado, estou me referindo aos anos 90. Depois o financiamento foi retomado. O trabalho foi especialmente intensivo depois que os Estados Unidos saíram do Tratado ABM. No final, obtivemos um resultado positivo em pouco tempo", disse Murakhovsky à Sputnik.

Segundo ele, o primeiro projeto foi criado ainda na época soviética: o equipamento tinha a sigla 15Yu71 e mais tarde foi denominado 4202. Depois disso, surgiu o nome Avangard. O especialista lembrou que agora esses sistemas já começaram a ser produzidos em série.

A retirada unilateral dos EUA do Tratado ABM foi anunciada em 13 de dezembro de 2001, tendo ele permanecido em vigor por mais seis meses, até 12 de junho de 2002.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas