Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

EUA bloqueiam venda de caças F-16 por Israel à Croácia, segundo imprensa

A administração do presidente norte-americano Donald Trump está bloqueando um contrato de venda por Israel de caças F-16 de fabricação norte-americana à Croácia, de acordo com um portal de notícias.


Sputnik

O contrato de US$ 500 milhões (R$ 1,93 bilhões) prevê a venda dos 12 caças modernizados pelo lado israelense, segundo o portal Axios, citando fontes oficiais no Estado judaico.


Caça F-16 da Força Aérea de Israel
F-16 Fighting Falcon israelense © AP Photo / Jack Guez

De acordo com seus dados, os EUA também queriam ganhar o concurso para fornecer os caças para a Força Aérea da Croácia, e consideram que as ações de Israel são desonestas por este tentar competir com seu aliado.

Segundo o Axios, os EUA insistem que para vender caças norte-americanos a terceiros Israel precisa de autorização por parte de Washington. Três semanas atrás, o lado norte-americano deu a entender ao governo israelense que os EUA iriam bloquear a venda. Por sua vez, o governo croata reagiu de forma negativa aos obstáculos no cumprimento do acordo e deu a entender a Israel que está aguardando pela sua eliminação o mais breve possível.

Conforme as fontes israelenses do portal, a questão do contrato com a Croácia estava na agenda do encontro que houve entre o premiê israelense Benjamin Netanyahu e o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo nesta segunda-feira (3). De acordo com o Axios, Pompeo disse a Netanyahu que não estava contra a venda, mas que o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, estava bloqueando o contrato.

O governo da Croácia decidiu comprar 12 caças israelenses F-16 em março, com um prazo de pagamento de 10 anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas