Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Exército de Israel dispara tiros de advertência na fronteira com o Líbano

As tropas israelenses dispararam tiros de advertência contra um veículo do Exército do Líbano perto da fronteira entre Israel e Líbano, localizada a leste do assentamento libanês de Mays al-Jabal, segundo informou a mídia local neste sábado (8).


Sputnik

De acordo com a agência de notícias libanesa NNA havia um forte nevoeiro no horário e as forças armadas israelenses se atrasaram ao notar um do exército libanês. O veículo realizava patrulhas de rotina ao longo da fronteira.


Bandeira israelense no Monte Bental, nas Colinas de Golã, que são controladas por Israel (foto de arquivo)
Colinas de Golã © AFP 2018 / Jalaa Marey

Na terça-feira (4), as Forças Armadas de Israel anunciaram o início de uma nova operação, chamada "Escudo do Norte". A operação tem como objetivo destruir os túneis escavados pelo Hezbollah na fronteira para transferir secretamente seus militantes para Israel.

Após o lançamento da operação, o exército libanês e a Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL, na sigla em inglês) aumentaram o número de patrulhas no local, a fim de evitar incidentes que poderiam aumentar as tensões na fronteira.

Israel acusa o movimento libanês de cavar "túneis de terror" em seu território para atacar civis israelenses. Segundo declarado, a operação tem como objetivo localizar e neutralizar tais túneis antes que eles alcancem nível operacional.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas