Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Exército de Israel encontra túnel de Hezbollah e prepara sua destruição

Nesta terça-feira (4), as Forças de Defesa de Israel encontraram o primeiro túnel escavado pelo movimento Hezbollah desde o Líbano até ao território do Estado judeu, comunicou a assessoria do exército.


Sputnik

"As tropas do exército de Israel encontraram na parte sul do [povoado libanês de] Kafr Killa um túnel ofensivo transfronteiriço. No momento, o exército iniciou ações táticas e de engenharia para neutralizar o túnel", segundo o comunicado.


Soldados das Forças de Defesa de Israel (IDF) em Hebron (foto de arquivo)
CC BY 2.0 / Forças de Defesa de Israel (IDF)

Posteriormente, a assessoria de imprensa das Forças de Defesa de Israel comunicou sobre a destruição do túnel.

Trata-se do primeiro resultado da operação Escudo do Norte, iniciada na terça-feira (4), que tem como objetivo neutralizar todos os túneis destinados à incursão de grupos de sabotagem no território de Israel.

De acordo com os militares, eles estão operando dentro dos limites do território de Israel.

Segundo seus dados, o túnel atravessava a linha de fronteira entre os dois Estados, mas sua construção não estava acabada, portanto, este não apresentava perigo iminente para os israelenses.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas