Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Força Estratégica de Mísseis da Rússia ganhará reforços até o fim do ano (VIDEO)

A Força Estratégica de Mísseis da Rússia receberá até o fim do ano cerca de 100 novas peças de armamento, incluindo os sistemas de mísseis Yars, disse o Comandante da corporação, Coronel Sergei Karakaev.


Sputnik

"Até o final do ano está previsto o fornecimento de cerca de 100 novas peças de armamento para as tropas, incluindo os sistemas de mísseis Yars de implantação estacionária e móvel", disse Karakaev ao jornal Krasnaya Zvezda em uma entrevista.


Sistema de mísseis de quinta geração Yars durante o ensaio da Parada da Vitória
Míssil Yars © Sputnik / Yevgeny Biyatov

Karakaev disse também disse que, em 2021, a divisão Uzhur será a primeira da Rússia a ser equipada com os novos mísseis balísticos intercontinentais Sarmat.

"No âmbito do programa estatal de armamentos, a indústria russa está trabalhando no desenvolvimento do Sarmat, um novo complexo de mísseis pesados ​​com propulsores líquidos. O início das operações do exército com este complexo de mísseis está previsto para 2021 pelos regimentos da divisão Uzhur, que agora opera com o antecessor de Sarmat — o complexo de mísseis Voevoda", disse o militar.

O Comandante da Força Estratégica de Mísseis da Rússia também disse que, em 2019, a divisão Dombarovsky está prestes a se tornar a primeira na Rússia a ser armada com os novos sistemas de mísseis hipersônicos Avangard.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas