Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Forças Democráticas da Síria anunciam captura de um líder do Daesh

As Forças Democráticas da Síria (FDS), afirmaram ter capturado um dos líderes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), um alto funcionário de segurança de Abu al-Baghdadi, o "califa" do Daesh.


Sputnik

Aliadas dos EUA, as FDS, que são um grupo de milícias envolvido no conflito com o governo da Síria, emitiram um comunicado informando que detiveram Osama al-Awaid na semana passada, relata a Reuters. 


Militantes das Forças Democráticas da Síria
Terroristas das Forças Democráticas da Síria © AP Photo / SDF

Segundo o comunicado, al-Awaid foi capturado em uma operação especial realizada em um vilarejo no leste da Síria. O Daesh, uma organização terrorista que assumiu o controle sobre grande parte do Iraque de 2014 a 2015, além de estabelecer forte presença em outros países, perdeu seu "califado" territorial na Síria e no Iraque há um ano. No entanto, o grupo tem lançado ataques de guerrilha em áreas controladas pelos governos sírio e iraquiano, e o paradeiro de al-Baghdadi permanece desconhecido.

As FDS são uma coalizão de militantes apoiada pelos EUA com o objetivo de criar uma Síria secular, democrática e federalizada, sendo compostas principalmente pelas Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), que a Turquia considera um grupo terrorista. O grupo é patrocinado pelo governo dos EUA, que fornece armamentos e equipamentos, disse à Sputnik Turquia um porta-voz das FDS no início deste mês. As ações das FDS são consideradas ilegais por Damasco, mas o grupo reitera que está determinado a combater os redutos remanescentes do terrorismo no país.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas