Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Futuro caça PCA pode custar três vezes mais que o F-35

Um jato de superioridade aérea da próxima geração para a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), conhecido como Penetrating Counter Air, pode custar cerca de US$ 300 milhões em dólares de 2018 por avião, informou o Escritório de Orçamento do Congresso (CBO) em um novo estudo.


Poder Aéreo

WASHINGTON – A esse preço, o PCA teria o custo de mais de três vezes o do jato F-35A, que é definido em cerca de US$ 94 milhões.

Concepção inicial do PCA – Penetrating Counter Air

Esse valor, embora não seja uma estimativa de custo oficial do Pentágono, representa a primeira vez que uma entidade governamental avaliou o preço potencial para o PCA.

O CBO estima que a USAF precisará de 414 aeronaves PCA para substituir os atuais F-15C/D e F-22, atuais caças da Força Aérea voltados para o combate ar-ar. Também supõe que a primeira aeronave entrará em serviço em 2030, com base no desejo declarado do serviço de começar a colocar em campo o PCA em torno desse período de tempo.

A razão para o preço enorme seria o custo das novas tecnologias. Segundo o CBO, “a aeronave PCA provavelmente teria uma maior autonomia e capacidade de carga, além de recursos stealth e sensores aprimorados, do que o F-22 de hoje; essas características ajudariam a operar na presença das defesas aéreas de alto nível que o DoD acredita que a China, a Rússia e outros adversários em potencial podem ter no futuro”.

FONTE: Defense News

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas