Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Grupo de navios norte-americanos chega a Oriente Médio para combater terrorismo

O porta-aviões de propulsão nuclear estadunidense USS John C. Stennis, da classe Nimitz, entrou nas águas do Oriente Médio junto com um grupo de navios da Marinha dos EUA, cessando o período de oito meses durante o qual porta-aviões norte-americanos não estiveram presentes na região, segundo a mídia americana.


Sputnik

O grupo aeronaval será baseado com a 5ª Frota, responsável pela atividade naval dos EUA no mar Arábico e golfo Pérsico, permanecendo na região durante pelo menos dois meses.


USS John C. Stennis (CVN-74), um super-porta-aviões de propulsão nuclear norte-americano da classe Nimitz
USS John C. Stennis CVN-74 © flickr.com/ U.S. Pacific Command

De acordo com a mídia, o grupo de ataque está sendo posicionado para ajudar na luta contra o grupo terrorista Daesh no Iraque e na Síria e o Talibã no Afeganistão (ambos proibidos na Rússia e em outros países).

Além disso, os responsáveis oficiais do Departamento de Defesa dos EUA confirmaram as informações anteriores de que os EUA estavam reforçando sua presença na região como uma "mensagem" para Teerã, sublinhando o propósito de fazer uma "demonstração de força ao Irã" através de sua presença.

Anteriormente, o Pentágono anunciou que os EUA teriam de treinar mais 35.000 milícias locais para "garantir estabilidade" na região da Síria oriental, controlada pelos curdos depois de o grupo terrorista Daesh ter sido expulso.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas