Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Israel lança operação para destruir túneis do Hezbollah na fronteira libanesa

Israel concentrou forças na fronteira com o Líbano com a finalidade de destruir túneis usados pelo grupo armado Hezbollah, segundo comunicam as Forças de Defesa de Israel (IDF).


Sputnik

As IDF anunciaram na sua conta do Twitter que começaram, na terça-feira (4), uma operação destinada a "expor e neutralizar túneis fronteiriços" do Hezbollah, usados por esse grupo para atacar Israel a partir do território libanês.


Soldados das Forças de Defesa de Israel (foto de arquivo)
CC BY 2.0 / Forças de Defesa de Israel

Segundo comunica o jornal Haaretz, as Forças Armadas israelenses sabiam dos planos do Hezbollah, que datam de 2006, de construir túneis na fronteira com o Líbano para efetuar ataques contra Israel. Em particular, em 2013 as forças israelenses identificaram uma tentativa de construí-los, no entanto, não descobriram nenhum local de construção.

Em 2014, Israel criou uma equipe especial que deveria localizar os túneis. Em 2015, o país lançou uma operação para estabelecer uma barreira na fronteira com o Líbano. Os planos de Israel também incluíram usar uma tecnologia para destruir as construções do grupo armado.

Apesar de Hezbollah ser considerada uma organização terrorista pelos Estados Unidos e Israel, o grupo criado em 1980 é reconhecido como um partido político legítimo no Líbano e goza de relações estreitas com o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas