Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Israel lança operação para destruir túneis do Hezbollah na fronteira libanesa

Israel concentrou forças na fronteira com o Líbano com a finalidade de destruir túneis usados pelo grupo armado Hezbollah, segundo comunicam as Forças de Defesa de Israel (IDF).


Sputnik

As IDF anunciaram na sua conta do Twitter que começaram, na terça-feira (4), uma operação destinada a "expor e neutralizar túneis fronteiriços" do Hezbollah, usados por esse grupo para atacar Israel a partir do território libanês.


Soldados das Forças de Defesa de Israel (foto de arquivo)
CC BY 2.0 / Forças de Defesa de Israel

Segundo comunica o jornal Haaretz, as Forças Armadas israelenses sabiam dos planos do Hezbollah, que datam de 2006, de construir túneis na fronteira com o Líbano para efetuar ataques contra Israel. Em particular, em 2013 as forças israelenses identificaram uma tentativa de construí-los, no entanto, não descobriram nenhum local de construção.

Em 2014, Israel criou uma equipe especial que deveria localizar os túneis. Em 2015, o país lançou uma operação para estabelecer uma barreira na fronteira com o Líbano. Os planos de Israel também incluíram usar uma tecnologia para destruir as construções do grupo armado.

Apesar de Hezbollah ser considerada uma organização terrorista pelos Estados Unidos e Israel, o grupo criado em 1980 é reconhecido como um partido político legítimo no Líbano e goza de relações estreitas com o Irã.

Comentários

Postagens mais visitadas