Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Juiz adia decisão sobre diretora da Huawei detida no Canadá

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, permanecerá um dia mais na prisão após a decisão desta segunda-feira de um juiz canadense de realizar amanhã uma terceira audiência para determinar se lhe concede a liberdade sob fiança.


EFE

Toronto - O juiz William Ehrcke, do Tribunal Supremo da província da Colúmbia Britânica, no Canadá, anunciou que prosseguirá a audiência nesta terça-feira após escutar os argumentos dos advogados defensores para conceder a liberdade sob fiança de Meng enquanto se decide se será extraditada aos EUA.


EPA/Maxim Shipenkov
Meng Wanzhou | EPA/Maxim Shipenkov

Meng, de 46 anos de idade, foi detida pelas autoridades canadenses a pedido dos Estados Unidos no último dia 1º de dezembro em Vancouver quando dirigia-se ao México.

Meng é acusada pelas autoridades americanas de fraude por violar as sanções comerciais impostas pelos Estados Unidos ao Irã. A executiva chinesa, que é filha do fundador da Huawei, negou a acusação.

A promotoria canadense solicitou a Ehrcke que mantenha Meng na prisão até que os tribunais decidam se a diretora da Huawei será extraditada aos Estados Unidos, um processo que pode durar um ano.

Por sua parte, o advogado do Estado declarou que prefere que Meng seja encaminhada para prisão domiciliar.

Ehrcke decidiu adiar sua decisão sobre a liberdade sob fiança de Meng diante das dúvidas colocadas pela promotoria e o advogado do Estado sobre a legalidade de que seja o marido de Meng, um cidadão chinês sem residência no Canadá, quem garanta a fiança a pagar.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas