Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Lugansk denuncia chegada a Donbass de militares com uniforme da OTAN

Um destacamento não identificado de militares vestidos com uniformes da OTAN foi visto pela Milícia Popular da autoproclamada República Popular de Lugansk (RPL) no território de Donbass controlado por Kiev, declarou aos jornalistas na terça-feira (4) o chefe da assessoria de imprensa da entidade Yakov Osadchy.


Sputnik

"Na zona de responsabilidade da 72ª brigada no povoado de Svetlodarsk chegou um destacamento de 28 homens equipados com uniformes da OTAN", comunicou Osadchy.


Exercícios militares da OTAN Saber Strike 2016, na Estônia (imagem referencial)
Militares da OTAN © Sputnik / Sergei Stepanov

Ele acrescentou que "a situação na zona de responsabilidade da Milícia Popular da RPL tem a tendência de se agravar".

Anteriormente, o chefe da assessoria de imprensa do comando da Milícia Popular de Donetsk, Daniil Bezsonov, denunciou o reforço do agrupamento das forças ucranianas em Donbass. Segundo ele, em 30 de novembro, na estação ferroviária de Kostiantynivka foi efetuado o descarregamento de três trens com equipamento, munições e pessoal das forças ucranianas.

O conflito no Leste da Ucrânia entre as autoproclamadas Repúblicas de Donetsk e Lugansk e autoridades ucranianas já matou mais de 10 mil pessoas desde abril de 2014. O acordo de paz assinado em Minsk em 2015 ajudou a reduzir as hostilidades, mas os confrontos continuam.

Comentários

Postagens mais visitadas