Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Poloneses pedem a Trump ajuda para conseguir indenização da Rússia e Alemanha pela 2ª Guerra

Um auto-proclamado "partido bíblico antiglobalista" pró-EUA e pró-Israel da Polônia, que se autodenomina "Movimento 11 de novembro", criou uma petição no site We the People da Casa Branca pedindo ao presidente Donald Trump ajude a obter "compensação adequada" da Rússia e da Alemanha por danos causados ​​na Segunda Guerra Mundial.
Sputnik

"Os poloneses livres estão apelando para os EUA, o vencedor na Segunda Guerra Mundial e o fiador dos acordos do pós-guerra, para obter ajuda na recuperação das reparações de guerra da Alemanha e da Rússia", diz a petição.


Além de alcançar a "justiça histórica", uma campanha de reparações bem-sucedida desempenharia "um papel fundamental na Polônia, tornando-se um forte aliado dos Estados Unidos diante da ameaça que surge na Europa e na Ásia — um novo Império do Mal".

Falando ao The New American, uma pequena revista de propriedade da John Birch Society, o co-autor e vice-presidente do Movimento 11…

Merkel pede que Turquia tenha um comportamento responsável na Síria

A chanceler da Alemanha Angela Merkel pediu neste domingo ao presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que os turcos se comportem com "cautela e responsabilidade na Síria".


EFE

Berlim - A chefe do Governo alemão ligou para o presidente turco, de acordo com informações divulgadas pela vice-porta-voz de Merkel Martina Fietz, para abordar especialmente a situação na Síria e ambos falaram sobre a importância de um processo político guiado pelas Nações Unidas para a resolução do conflito", disse.


EFE/ Stephanie Lecocq
Angela Merkel | EFE/ Stephanie Lecocq

"O Estado Islâmico (EI) retrocedeu graças à atuação conjunta, mas persiste um evidente perigo que faz necessário manter a atenção", acrescentou em comunicado sobre a conversa entre Merkel e Erdogan.

"A chanceler elogiou o papel da Turquia, especialmente no amparo de refugiados sírios, e expressou a esperança de que a Turquia reaja com cautela e responsabilidade à anunciada retirada das tropas americanas da Síria", acrescentou a vice-porta-voz.

Esta conversa aconteceu dois dias depois da ligação telefônica entre a chanceler e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, com quem também abordou a situação na Síria, além do conflito na Ucrânia e outros assuntos de política internacional.

Na conversa entre Merkel e Putin, ambos os líderes concordaram na necessidade de avançar para uma solução política na Síria e trataram também da situação criada após o anúncio de retirada das tropas dos Estados Unidos do país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas