Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA entregam armas modernas a forças curdas da Síria, escreve mídia

Os opositores americanos da retirada das tropas dos EUA da Síria entregaram armas modernas às Unidades de Proteção Popular (YPG), escreveu o jornal turco Yeni Akit, citando fontes locais.
Sputnik

A edição destaca que o fornecimento é referente a um grande número de modernos sistemas de mísseis antitanque Javelin e Tow. Supõe-se que os curdos usem essas armas contra tanques turcos, que logo entrarão em Manbij, no norte da Síria.


Segundo a publicação, as forças especiais turcas estão no momento realizando buscas por esses complexos nesta cidade e, devido a isso, a Turquia está atrasando sua operação militar na referida cidade.

Anteriormente, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan havia anunciado que, se os EUA não se retirarem da Síria, Ancara estaria pronta para lançar uma operação no leste do Eufrates, assim como em Manbij, contra as forças de autodefesa dos curdos sírios.

Em meados de dezembro de 2018, o líder americano, Donald Trump, declarou a vitória sobre o grupo de militantes Daesh …

Merkel pede que Turquia tenha um comportamento responsável na Síria

A chanceler da Alemanha Angela Merkel pediu neste domingo ao presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que os turcos se comportem com "cautela e responsabilidade na Síria".


EFE

Berlim - A chefe do Governo alemão ligou para o presidente turco, de acordo com informações divulgadas pela vice-porta-voz de Merkel Martina Fietz, para abordar especialmente a situação na Síria e ambos falaram sobre a importância de um processo político guiado pelas Nações Unidas para a resolução do conflito", disse.


EFE/ Stephanie Lecocq
Angela Merkel | EFE/ Stephanie Lecocq

"O Estado Islâmico (EI) retrocedeu graças à atuação conjunta, mas persiste um evidente perigo que faz necessário manter a atenção", acrescentou em comunicado sobre a conversa entre Merkel e Erdogan.

"A chanceler elogiou o papel da Turquia, especialmente no amparo de refugiados sírios, e expressou a esperança de que a Turquia reaja com cautela e responsabilidade à anunciada retirada das tropas americanas da Síria", acrescentou a vice-porta-voz.

Esta conversa aconteceu dois dias depois da ligação telefônica entre a chanceler e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, com quem também abordou a situação na Síria, além do conflito na Ucrânia e outros assuntos de política internacional.

Na conversa entre Merkel e Putin, ambos os líderes concordaram na necessidade de avançar para uma solução política na Síria e trataram também da situação criada após o anúncio de retirada das tropas dos Estados Unidos do país.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas